Gago Coutinho

Endereço: Largo do Machado
Peça: Herma
Data: Século XX
Artista:
Material: Bronze

- clique na imagem para ampliá-la

Histórico - Herma em homenagem a Gago Coutinho.

Biografia - Carlos Viegas Gago Coutinho, nasceu em Belém, Lisboa (17/02/1869) – Portugal. Em 1885 concluiu o curso do Liceu e matriculou-se na Escola Politécnica para preparar a sua entrada na Escola Naval, um ano depois, como aspirante da Armada. Em 1890 foi promovido a guarda-marinha, depois a segundo-tenente (1891), passou a primeiro-tenente (1897), foi promovido ao posto de capitão-tenente (1907) e em 1915 ao posto de capitão-de-fragata. Em 1920 passou a capitão-de-mar-e-guerra. Em 1922 foi promovido ao posto de vice-almirante e, em 1958, a almirante. Foi membro de diversas associações científicas, entre as quais a Academia das Ciências, a Academia Portuguesa de História, a Sociedade de Geografia de Lisboa e várias Sociedades de Geografia do Brasil. Desde março de 1898 a maior parte da atividade de Gago Coutinho desenvolveu-se no âmbito da Comissão de Cartografia, nascida em 1883. Primeiramente, ele realizou muitos trabalhos de campo de delimitação de fronteiras das Colônias Portuguesas ou de geodésia processados em Timor, Moçambique, Angola, e São Tomé. E, a partir de 1919, como vogal, passando a presidir aos seus destinos em 1925, até à sua transformação na Junta de Investigações do Ultramar, em 1936. Foi nomeado chefe da Missão Geodésica da África Oriental, nela tendo trabalhado durante cerca de 4 anos, de maio de 1907 até ao início de 1911. Foi nesta missão que conheceu Sacadura Cabral, com quem travou amizade e que viria a ser o mentor dos projetos futuros de navegação aérea. Em meados de 1919, quando terminava os trabalhos relativos à missão geodésica de S. Tomé, Gago Coutinho, incentivado por Sacadura Cabral, começou a dedicar-se ao progresso dos métodos de navegação aérea. Tinham voado juntos pela primeira vez em 1917. Sacadura Cabral já planejava viagem aérea ao Brasil, que pretendia fazer por altura da comemoração do centenário da independência desse país. Gago Coutinho passou então a dedicar-se à resolução dos problemas que se punham à navegação aérea sem pontos de referência à superfície. Para experimentar os processos de navegação aérea em estudo, Cabral e Coutinho fizeram diversas viagens juntos, incluindo a primeira viagem aérea entre Lisboa e Funchal, em 1921, aperfeiçoando deste modo os métodos de observação em desenvolvimento. Estes estudos culminaram em 1922 com a realização da viagem aérea entre Lisboa e o Rio de Janeiro.

Fonte

- Monumentos do Rio (Secretaria Municipal de Obras – 1983)
- http://www.girafamania.com.br/artistas/personalidade_coutinho.html