Barão d’ Escragnolle

Endereço: Floresta da Tijuca
Peça: Monumento
Data: 1928
Artista: Municipalidade
Material: Alvenaria

- clique na imagem para ampliá-la

Histórico - Estela de 3 faces, de alvenaria , com retratos e textos em azulejaria, construção em argamassa e pedra. Homenagem ao Barão d’ Escragnolle, do Presidente Washington Luís e do Prefeito Antônio Prado Junior, de 1928. Dizeres: 1º face: “Barão d’ Escragnolle – 1821 – 1888. 2º Face: Para que se rememorem taes serviços. Determinou esta oblação de justiça e reconhecimento. A memória de tão prestante brasileiro. O Exmo Snr, Dr. Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil. Agosto de 1928. 3ª Face:Offical Superior do Exército Nacional soldado das campanhas pacificadoras do Maranhão ( 1840) São Paulo e Minas Geraes (1842) Rio de Grande do Sul 1843 e Uruguay 1851.Nascido no Rio de Janeiro a 16 de abril de 1821. e ali falecido a 20 de junho de 1888.”

Biografia - Gastão Luís Henrique Roberto d'Escragnolle, primeiro e único barão d'Escragnolle, (Rio de Janeiro, 16 de abril de 1821 — Rio de Janeiro, 16 de junho de 1886) foi um nobre, militar e político brasileiro. Era filho do conde d'Escragnolle e descendia de uma aristocrática família francesa. Foi ajudante de ordens do Duque de Caxias. Abandonou a carreira militar como tenente-coronel e se dedicou à administração pública. Foi o autor de novos traçados na Floresta da Tijuca, que lhe deve seu embelezamento e sua projeção na cidade. Há um monumento em sua honra levantado no Caminho da Floresta, perto do restaurante dos Esquilos, a quatro quilômetros da Cascatinha. Uma de suas irmãs, Gabriela Hermínia Robert d'Escragnolle, casou-se com o pintor francês Félix Emílio Taunay, pai do visconde de Taunay.

Fonte de pesquisa

- http://www.planodemanejo.kit.net/vol3/anexo20.pdf
- http://pt.wikipedia.org