Fonte Stella

Endereço: Avenida Edson Passos, 472 (CEDAE)
Peça: Fonte
Data: Século XIX
Artista: Fundição Val d’Osne
Material: Ferro fundido (duas peças)

Histórico - As fontes encomendadas para multiplicar os pontos de distribuição de água foram as mais simples, do tipo Stella, formadas por um apoio vertical ornamentado fixado num muro ou no chão e uma bacia para aparar água que sai da boca de uma carranca ou do centro de um outro motivo decorativo. Muitas destas fontes foram colocadas perto dos reservatórios, o que de início lhes garantia o perfeito funcionamento. Isto acontecia quando as fontes eram principalmente utilitárias, servindo para abastecer a população ou saciar a sede de quem por elas passava.

Fundição Val d'Osne - De modo diferente de outras fundições, à época, que se limitavam a produzir peças utilitárias como canos, vasos e placas, Victor André preferiu dedicar-se à fundição artística, obtendo sucesso em poucos anos. Já em 1844 a sua fundição contava com 220 operários, vindo a atingir o auge de sua produção entre 1870 e 1892, com o nome Societé Anonyme de Fonderies d'art du Val d'Osne. Fundidas nos ateliês de Val d’Osne, que fica em Haute-Marne, nordeste da França, existem no Brasil cerca de 130 obras: estátuas, fontes e peças do mobiliário urbano. A fábrica encerrou suas atividades em 1986, Nela trabalharam, ou fundiram suas obras, entre outros artistas, Mathurin Moreau, Jacquemart, Louis Sauvageau, August Martin e Henri Frédéric, todos com obras no Rio de Janeiro.

Fonte de pesquisa

- Arquivo da Divisão de Monumentos - Prefeitura do Rio
- Arte Francesa do Ferro no Rio de Janeiro
- Arte Ambiente - cidade Rio de Janeiro
- Fontes d’Art do Rio de Janeiro
- Monumento Urbanos (Banco Sudameris)
- http://pt.wikipedia.org