A Aliança para o Progresso foi um programa criado por iniciativa do governo Kennedy em 1961, visando o desenvolvimento econômico e social dos países latinos-americanos. Criada após a Revolução Cubana em plena Guerra Fria, a Aliança para o Progresso, ao jogar recursos financeiros, técnicos e humanos na região, pretendia viabilizar reformas e ao mesmo tempo, salvar a América Latina do avanço comunista.

No dia 20 de janeiro de 1964, dia de São Sebastião, foi inaugurada a Vila Kennedy pelo Governador Carlos Lacerda. No projeto seria a primeira comunidade planejada do Rio de Janeiro.

Estátua da Liberdade Praça Miami

Nome assim colocado em homenagem ao Presidente Kennedy. Foram construídas 5.054 unidades habitacionais, boa parte das ruas tem nome de países africanos e músicos.

A área onde foi costruida a Vila Kennedy era rural, à margem da Avenida Brasil, trecho antigamente denominado avenida das Bandeiras. Uma localidade muito distante, isso dificultou muito a vida das pessoas que vieram morar aqui. A falta de transporte era o principal problema e muita das vezes se demorava três horas para se chegar ao trabalho.

No projeto seria implantado um centro artesanal e serviços comunitários, incluíndo uma fábrica de costura, lavanderias, granjas, padaria, creche, escolas, quadras de esporte e até piscina, tudo administrado pelos moradores em regime de cooperativa. Técnicos americanos estiveram na Vila Kennedy no ano de 1966 para verificar o andamento das coisas e constataram que nada foi feito.

Na planta da Vila Kennedy, aparece alguns estabelecimentos comunitários como a padaria, lavanderia, cinema e um mercado. O antigo cinema hoje é o atual Teatro Mário Lago administrado pela FUNARJ. Vale lembrar que o campo do Vila se chamava Estádio Olímpico Everardo Lopes e a área verde do antigo horto florestal seria um espaço de lazer.

Hoje com aproximadamente 100.000 habitantes, 44.000 eleitores, cresceu e ficou muito pouco espaço para o seu crescimento. Depois se construiu o conjunto habitacional Sargento Miguel Filho e do Quafá. O Jardim do Éden que é uma espécie de conjunto habitacional privado, onde os moradores construiram as suas casas e foi urbanizado. Outras localidade nasceram como a Vila Progresso, Sapo, Metral, Pica-pau, Alto Kennedy, Alto Congo e etc.

Não se parou de crescer durante esses anos, com essa forma desordenada vinheram problemas que em outros bairros também existem. Foram muitas lutas por melhorias no transporte, educação, saúde e devemos muita gratidão aos primeiros habitantes da Vila Kennedy.