A área do atual bairro do Estácio era um matagal onde se refugiavam os porcos dos matadouros próximos, daí seu antigo nome de Mata-Porcos. Por ele passava um riacho com três pontes, infestadas de malfeitores. Seu acesso se dava pelo antigo Caminho de Mata-Porcos, depois Rua Nova do Conde da Cunha ou da Sentinela (atual Frei Caneca).

Ismael Silva Praça Ismael Silva

No largo do Estácio – onde foi construída a Capela do Divino Espírito Santo - começavam a Estrada de São Cristóvão e a Estrada Geral do Andaraí (atuais ruas Haddock Lobo e Conde de Bonfim).

Bairro tradicional, o Estácio é associado às origens do samba. Ali surgiu, em 1928, a primeira escola de samba, a “Deixa Falar”, fundada por Ismael Silva. Atualmente, abriga a Escola de Samba Estácio de Sá, que, tal como a “Deixa Falar”, é oriunda do Morro de São Carlos.

Destacam-se no bairro a sede da primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro, o Hospital da Polícia Militar e o desativado Complexo Penitenciário Frei Caneca. Com a urbanização da área junto a Estação do Metrô, o bairro ganhou amplo parque público.