A área era ocupada pelo Engenho dos Afonsos, um vasto campo, onde se produzia açúcar e se criava gado. O Engenho passou a ser explorado pelo cirurgião Izidoro Rodrigues dos Santos e, mais tarde, pelo Intendente Magalhães, que deu nome ao trecho da Estrada Real de Santa Cruz, depois Rio-São Paulo. A estrada cruzava a área entre os bairros de Campinho e Realengo.

Aviadores Av. Marechal Fontenelle, 1200

Antes da 1ª Guerra Mundial, que começou em 1914, o Campo dos Afonsos foi ocupado pela Aeronáutica Civil e Militar e lá foi instalada a primeira escola de aviação do Rio de Janeiro em 1913. A partir de 1941, durante a 2ª Guerra Mundial, com a criação da Força Aérea Brasileira - FAB, a área passou a se chamar, oficialmente, Base Aérea dos Afonsos. Atualmente, abriga a Universidade de Força Aérea - UNIFA e o Museu Aeroespacial – MUSAL.