A região de Bangu teve como primeiro proprietário o português Manoel de Barcelos Domingos que fundou, em 1673, a fazenda Bangu, onde ergueu uma capela e o Engenho da Serra, que fabricava açúcar, cachaça e rapadura, transportados em carros de bois até o Porto de Guaratiba.

Chafariz Calçadão de Bangu
Domingos da Guia Calçadão de Bangu
Rotary Club Praça 1º de Maio
Placa Praça Cecília Pedro

A estrada de ferro chegou em 1878, com a inauguração do ramal de Santa Cruz da E. F. Dom Pedro II e a abertura da Estação de Bangu, em 1890. Ainda no final do século XIX, foi construída a Fábrica Bangu (1893), com vilas residenciais para técnicos e operários da fábrica.

Expedicionário Praça da Fé
Painel Histórico Praça da Fé
Chafariz da Igreja Praça da Fé

No início do século XX a população do bairro aumentava, novas ruas eram abertas e a urbanização da região prosseguia. Contudo, na década de 1930, muitos proprietários investiam na produção e exportação de laranjas, cuja lavoura se espalhava pelos sítios vizinhos, desde o Maciço de Gericinó até a Serra de Bangu.

Monselhor Manoel Rodrigues Santa Rosa Praça da Fé
Guilherme da Silveira Praça Nova Jales
Thomas Donohoe Shopping de Bangu

Na década de 1960, a política de erradicação de favelas e de remoção da sua população para a periferia do Município levou à construção dos conjuntos habitacionais Vila Aliança, Vila Kennedy, Jardim Bangu e Dom Jaime de Barros Câmara. Posteriormente, novos conjuntos foram construídos no bairro como o Sargento Miguel Filho, Dr. Antonio Gonçalves, dentre muitos outros.

A partir de 1989, a Fábrica Bangu iniciou sua decadência até encerrar suas atividades no bairro, em 2005. No seu terreno original, foi construído o Bangu Shopping, inaugurado em 2007, com lojas, cinemas e praças de alimentação.