O antigo povoado do Ribeirão dos Macacos era, há mais de 200 anos, o caminho obrigatório para Minas e São Paulo.

Da antiga fazenda de Santa Cruz, freguesia de São Pedro , São Paulo de Ribeirão das Lajes, colonizada pelos jesuítas no fim do século XVII, prosperam os povoados de Tairetá, 7º Distrito de Vassouras, e Paracambi, 3º Distrito de Itaguaí, dos quais se formou o novo Município, em 08 de agosto de 1960.

O significado do nome de Paracambi como também o nome Tairetá , é macaco pequeno, tendo sido dado por motivo de já existir o Rio dos Macacos.

O progresso da antiga Vila acentuou-se com a inauguração da Estrada de Ferro Central do Brasil, então denominada Dom Pedro II, em 1861 e com a instalação de uma fábrica de tecidos em 1895.

Capela de Nossa Senhora da Conceição

Foi construída no final do século XIX por uma iniciativa conjunta tendo o gerente da Fábrica, empregados e operários promovido uma subscrição entre si e procurado donativos para a construção de uma pequena capela, a diretoria concedeu a área do terreno necessária, para o tão justo fim; no dia 1º de novembro foi lançada a pedra fundamental e inaugurada a 06 de maio de 1880, sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição.

Em 1895 havia missa duas vezes por mês na elegante capela. No dia 27 de novembro de 1896 nasceu, na vila operária da Brasil Industrial, Adelina Frambach, sendo batizada posteriormente, em 27 de dezembro de 1896 nesta capela. Adelina “Já como irmã Beatriz” veio a ser a fundadora da congregação religiosa das irmãs sacramentinas de Nossa Senhora. Em 16 de janeiro de 1897, o bispo de Niterói Dom Francisco do Rego Maia autorizou a instalação de uma pia batismal na capela de Nossa Senhora da Conceição a pedido do operário Manoel Lopes da Cruz Dias,em Macacos, freguesia de São Pedro e São Paulo do Ribeirão das Lajes.

A instalação da pia batismal foi de grande valor para a comunidade, nestes tempos não havia registro civil no local. Apenas o batistério, que tinha o mesmo valor.

CIA Têxtil Brasil Industrial

Construção Inglesa do século XIX o competente edifício, com 500 pés de comprimento sobre 50 de largura, com 03 andares, além das lojas, com alicerces de pedra, e grossas paredes de pedra rústicas até o vigamento do 1º andar; e com paredes de tijolos dali para cima. Aproveitavam para motor de todo o mecanismo da Fábrica um dos ribeirões que banham a supra mencionada Fazenda; sendo para esse fim derivadas as águas a considerável distância, e canalizadas até acima da montanha próxima ao local do edifício para descerem para as turbinas, por um rápido declive, de uma altura de 268 pés em encanamento de ferro.

Utilizavam as mesmas águas assim empregadas para motor do mecanismo em vasto e poderoso aparelho para extinção de incêndios. Foi construído 1 Km de via férrea para ligar a fábrica com a estrada de ferro Dom Pedro II. A Brasil Industrial equipada com 24.000 fusos e 400 teares, empregava 400 pessoas e era movida por 350 HP. De energia hidráulica essa foi a 1º grande ( e até o final da década de 1880 a maior ) fábrica de tecidos de algodão do Brasil. Weid & Bastos coloca a fábrica CIA Brasil Industrial como a mais importante do Império.

Igreja Matriz São Pedro e São Paulo

Situa-se no centro da cidade e seu entorno é constituído basicamente de casas comerciais. O término da construção do atrativo data de 1948, todavia a pedra fundamental foi lançada, com grande festividade, em 1929. Em 1911 com a criação do distrito de Paracambi, pertencente ao município de Itaguaí, as imagens dos Santos padroeiros foram transportadas para uma casa no centro do povoado, à Rua Dominique Level, lá ficando, até que foi construída a Matriz pelos reverendos João Musch e Antônio Cugliana.

Em 1927, Paracambi sentiu-se honrada com a visita do Sr. Bispo D. Guilherme Müller, recebendo dele a promessa da recriação da Paróquia de São Pedro São Paulo, que não poderia ficar sem sua igreja. Dia 11 de novembro de 1928, chega à Paracambi o Padre João Musch, tomando posse da Paróquia. Ele atendia à Paróquia de Nova Iguaçú e por esse motivo, não podia acompanhar o desenvolvimento da obra como desejava, nem os ofícios religiosos da Paróquia de São Pedro São Paulo. A solução seria outro padre definitivo. Em julho de 1940 chega a Paracambi, tomando posse o Padre Antônio Cugliana, de descendência italiana. As obras da Matriz, até então, já estavam bem adiantadas, contadas, contando com alicerce, torre e a parte designada para o altar já prontos.

Em 1948, quando a Matriz foi inaugurada, foi considerada obra babilônica. Atualmente, já reformada, a antiga torre foi demolida, dando lugar a uma nova com estilo gótico italiano. Também foi feito a substituição do telhado por uma reforçada laje e, com o gosto apurado do Padre Antônio, o interior tomou forma de cruz. A arquitetura externa é bastante singular, caracterizada por um balcão no frontispício e a torre com o relógio em algarismo romanos. Internamente, a igreja possui altar-mor caracterizado por uma cruz com Cristo crucificado e dois vitrais com as imagens de São Pedro e São Paulo. Encontram-se distribuídos nas paredes laterais dez vitrais.

À esquerda tem-se as imagens: de Nossa Senhora, São Francisco, Santa Cecília, São Sebastião e o Papa e à direita as imagens de São José, Santa Tereza, Santo Inácio de Loiola, Santa Rita e São Vicente de Paula. No nicho, à esquerda, em gesso, as imagens de São Bráz, e Santo Antônio e o Santíssimo, onde está depositada a hóstia sagrada. O piso é um azulejo e o teto adomado com sete lustres em vidro.