A colonização do território pertencente aos Municípios de Nova Friburgo e Cantagalo data do reinado de D. João VI, que autorizou, em 1818, a vinda de 100 famílias suíças, oriundas do cantão de Friburgo, para criação de uma "colônia".

Nomeado inspetor da povoação recém-formada, o Monsenhor Pedro Machado de Miranda Malheiros, instalou a sede da colônia, sob a denominação de Nova Friburgo, em vista da procedência dos colonizadores. As primeiras levas de colonos suíços chegaram, em número de 30 famílias, em fins de 1819 e começos de 1820, depois de serem construídos os edifícios imprescindíveis à vida da colônia.

A 3 de janeiro de 1820, considerando o progresso da colônia, baixou o governo alvará que concedia a Nova Friburgo predicamento de "Vila" e desmembrava suas terras da área de Cantagalo. A instalação da Vila verificou-se aos 17 de abril do mesmo ano, localizando-se a sede na povoação do Morro Queimado.

Em 1823, foi incumbido o major George Antônio Scheffer de contratar na Alemanha a vinda de novos imigrantes para o Brasil, destinados às colônias de Leopoldina e Frankenthal, fundadas na Bahia em 1816. Os colonos foram desviados, porém, desses destinos e, por motivos ignorados, encaminhados para Nova Friburgo, onde chegaram a 3 de maio de 1824.

Em 1831, terminou o sistema de administração especial da colônia, passando sua gestão à competência da Câmara da Vila. Mais tarde, com a chegada de imigrantes italianos, portugueses e sírios, acentuou-se o progresso da localidade, que a 8 de janeiro de 1890 era elevada à categoria de cidade.

A partir de então, tem sido incessante o progresso de Nova Friburgo, determinado pela implantação de indústrias e pela afluência de turistas atraídos pela beleza natural da zona montanhosa e salubridade do clima privilegiado.

Capela de Santo Antônio

Inaugurada em 1884, sem torre sineira e sacristia, teve sua pedra fundamental lançada em 1879 . Com linhas simples, porta única de madeira almofadada e, na altura do coro, três janelas, sua construção se deve ao Maestro Samuel Antônio dos Santos e a torre sineira ao arquiteto Lúcio Costa, em 1948 . Sobre o frontão, a torre sineira e, encimando-a, cruz em ferro, com a imagem do Senhor Crucificado . Base em cantaria de Granito.

Casa de Lumiar

Casa de dois pavimentos, com portas e janelas em folha dupla de madeira, verga reta e molduras de madeira . Inscrição na fachada principal do ano de 1888 . Telhado em duas águas, com beiral forrado de madeira e lambrequim.

Catedral de São João Batista

Data de 1861, sendo inaugurada em 1869 . Não possuindo a Vila nenhuma capela para servir de Matriz, o Governo da Província do Rio de Janeiro comprou um terreno para nele edificar a Igreja Matriz . Construção com traçado clássico . Construída em terreno argiloso, apresenta uma leve inclinação para a esquerda. O nome da Catedral foi uma homenagem a D. João VI, quando assinou o decreto de autorização da vinda de suíços católicos para o Brasil .

Chalet da Família Valentim Santa Anna

Data provavelmente do século passado e foi construído para residência . Construção de centro de terreno, estilo chalet, cuja fachada principal é formada por três torres, duas laterais simétricas, sendo a central de tamanho menor e aparecendo por detrás desta o frontão . Em todos esses elementos notam-se trabalhos de madeira rendilhada . Casa de um só pavimento, possuindo varandas laterais em todo seu comprimento.

Chalet do Conselheiro Julius Arp

Datado do ano de 1910, foi outrora residência de Julius Arp . Construção de um único pavimento, em madeira, do tipo chalet, tem, acima do pavimento térreo, pequeno sótão em quatro águas.

Colégio Anchieta

Sua pedra fundamental data de 1879, sendo as obras concluídas oito anos mais tarde, em 1887. Fundado em 1886 pelos padres Lourenço Rossi, Ludovico Magnet e Vicente Prosperi, para funcionar na casa-grande da antiga fazenda e sesmaria do Morro Queimado . Embora ampliada, foi se tornando insuficiente para abrigar o colégio, tornando-se necessária a construção do prédio atual . Construção neo-clássica, de fachada principal simétrica, com cunhais. Um sistema de seis escadarias une, em diversos pontos, os três andares e as duas alas do edifício . É dupla a escada central que dá acesso do átrio aos pavimentos superiores . Mais de 400 janelas externas dão um aspecto imponente ao grandioso edifício, assim como 150 portas internas, 10 entradas, 32 janelões e 80 janelas abertas sobre vasto jardim do pátio interno, onde domina o monumento à Virgem Maria Imaculada, ladeado por dois chafarizes.

Colégio Nossa Senhora das Dores

Datado do século XIX, década de 70, é uma edificação de grandes dimensões, de partido arquitetônico linear, com dois pavilhões laterais e dois andares.

Conjunto da Antiga Estação Ferroviária de Riograndina

Datado do século XIX, o conjunto compreende a antiga ponte ferroviária, a residência do administrador da Antiga Leopoldina Railway, a estação ferroviária e o depósito . A ponte foi construída em treliça de aço contraventada por três arcos igualmente de aço . A antiga residência do administrador tem varanda separada da plataforma por balaustrada de serraria . Seu beiral pronunciado é sustentado por mãos francesas . A estação ferroviária tem plataforma em continuação à da casa e possui porão, onde poderosos pilares-de-pedra sustentam os barrotes do piso do térreo.

Faculdade de Odontologia

Datado do século XIX, de construção grandiosa, símbolo da época áurea do café, foi construído para residência de verão do Barão de Duas Barras, pertencendo até hoje à Autarquia Municipal de Ensino Superior, criada em 1973 . Edificação eclética de dois pavimentos, com fachada principal dividida em três panos separados por pilares duplos.

Igreja de São Sebastião de Lumiar

Datada do século passado, é uma construção de linhas simples, com porta dupla de madeira, na altura do coro, duas janelas encaixilhadas de vidro e torre central sineira . Nas laterais do prédio, cunhais e colunas encimadas por pináculos com cruz.

Instituto de Educação de Nova Friburgo

Data do início do século XX, sendo sua pedra fundamental lançada no ano de 1922. Com dois pavimentos e três numa das torres, de uma arquitetura eclética de gosto germânico, presente nas formas robustas e assimétricas, nos telhados de grande inclinação e na imitação de madeira estrutural deixada à vista nas partes superiores da fachada e nos dois corpos laterais salientes.

Mitra Diocesana de Nova Friburgo

Datada do século XIX, é uma construção em dois pavimentos e porão habitável, de arquitetura eclética, a gosto francês e está implantada na testada do lote, deixando lugar ao fundo para um jardim.

Park Hotel

Projeto para meio de hospedagem, de autoria de Lúcio Costa, premiado pelo IAB. Pertence à família Guinle e foi arrendado por Irene Peterdi para explorá-lo como hotel . Em estilo rústico, mantém suas características inalteradas . Com dois pavimentos, possui no térreo vigas e colunas feitas com troncos de eucaliptos e grossas paredes de pedras irregulares na sala de estar e restaurante . Em seu interior a visão do jardim é total, através das amplas janelas que compõem a frente do hotel . Incorporada à casa, móveis da década de 40.

Prédio da Câmara Municipal / Centro de Artes

Construída em meados do século XIX, foi residência do 1º Barão de Nova Friburgo, hoje abrigando a Câmara Municipal, a Biblioteca Municipal e, no porão, o Centro de Artes. Casa térrea com porão alto, com aspecto característico das edificações fluminenses do século passado.

Prédio da Legião Brasileira de Assistência

Datado de meados de 1891, conta-se que o prédio era outrora Clube dos Alemães . Casa térrea, eclética, de centro de terreno, com vãos em verga reta em panos de fachada separados por pilares . O telhado fica escondido por uma balaustrada com belo ornamento de estuque e quatro ornatos encimando-a.

Prédio da Prefeitura Municipal de Nova Friburgo

Construção datada do ano de 1935 . É a sede da Administração Municipal, que antes de ser adaptado para tal fim, era a sede principal do Ramal da Estrada de Ferro Leopoldina Railway . Quando foi adquirido pela Leopoldina Railway, esta demoliu o antigo prédio existente e construiu o atual, inaugurando-o em 1935.

Prédio do Colégio Anchieta

Sua pedra fundamental data de 1879, sendo as obras concluídas oito anos mais tarde, em 1887. Fundado em 1886 pelos padres Lourenço Rossi, Ludovico Magnet e Vicente Prosperi, para funcionar na casa-grande da antiga fazenda e sesmaria do Morro Queimado. Embora ampliada, foi se tornando insuficiente para abrigar o colégio, tornando-se necessária a construção do prédio atual . Construção neo-clássica, de fachada principal simétrica, com cunhais . Um sistema de seis escadarias une, em diversos pontos, os três andares e as duas alas do edifício . É dupla a escada central que dá acesso do átrio aos pavimentos superiores . Mais de 400 janelas externas dão um aspecto imponente ao grandioso edifício, assim como 150 portas internas, 10 entradas, 32 janelões e 80 janelas abertas sobre vasto jardim do pátio interno, onde domina o monumento à Virgem Maria Imaculada, ladeado por dois chafarizes.

Prédio do Forum

Situado ao lado do Prédio dos Correios, esquina com a Rua Dr. Ernesto Basílio, data do início de 1944, sendo inaugurado em 1947 . Construção simétrica, com corpo principal ladeado por dois corpos menores e em igual estilo . Para alcançá-lo há uma escadaria de onde, ao chegar ao patamar, saem seis colunas com cerca de 10m de altura.

Sanatório Naval de N. Friburgo

Construção do século XX, tendo em terreno contíguo o Cemitério Evangélico Luterano, foi erigida para casa de caça do Conde de Nova Friburgo e adquirida pela Marinha em 1910 para a internação dos doentes com beriberi . Na área total do Sanatório existe ainda a Colônia de Férias de Oficiais e a Casa do Velho Marinheiro . Edificação de planta em "U", em dois pavimentos.

Sociedade Musical Beneficente Euterpe Friburguense

Foi fundada em 26 de fevereiro de 1863, tendo à frente a figura de Samuel Antônio dos Santos e seu primeiro presidente, o Barão de São Clemente . Depois de um ano de fundação, a então diretoria da Sociedade lançou-se numa campanha de religiosidade, conseguindo levantar, às suas expansas, a igreja de Santo Antônio, que foi entregue à cidade em 13 de junho de 1884 . Atualmente, a Sociedade funciona em sede própria, compõe-se de quarenta músicos e apresenta-se em ocasiões das festas de maior importância da cidade e nos distritos vizinhos, quando convidada . Euterpe Av. Campesina Friburguense, 85 - Centro - Sede Fundada em 1870 por republicanos, liderados pelo Major Augusto Marques Braga, seu primeiro regente foi o maestro Preciliano Silva . Conta, atualmente, com 90 músicos, tendo participado de vários concursos de âmbito nacional e estadual, sendo campeã diversas vezes. Apresenta-se nas festas do distrito-sede e nos distritos vizinhos, quando convidada . Possui uma Banda Escola com quarenta músicos.