A história do desbravamento do atual Município de Maricá remonta às últimas décadas do século XVI. Suas origens permanecem ignoradas, sabendo-se apenas que os primeiros colonizadores aí chegaram graças à doação de sesmarias, concedidas na faixa litorânea, compreendida entre Itaipuaçu e as margens da lagoa, no local onde mais tarde surgiu a cidade.

Em 1584, José de Anchieta partiu de Cabuçu, com o padre Leitão e numeroso grupo de índios, com destino à lagoa de Maricá, onde efetuou a célebre "pesca miraculosa". Ali encontrou sinais da colonização, pois já estavam sendo exploradas várias sesmarias. Onde hoje se localizam o povoado de São José de Imbaçaí e a fazenda São Bento, fundada em 1635 pelos padres beneditinos, surgiram os primeiros núcleos de povoação em Maricá. Às primitivas populações desses dois núcleos deve-se a construção da primeira capela em terras maricaenses, destinada ao culto de Nossa Senhora do Amparo. Os habitantes da região aos poucos se deslocaram para a outra margem da lagoa, que possuía clima mais saudável. Nesse novo local teve origem a Vila de Santa Maria de Maricá.

Capela de Nossa Senhora das Graças

Deve-se a sua constução ao esforço abnegado do Capitão Dr. José Caetano de Oliveira, que viu sua fé renascer em Ponta Negra ( com seu avião em pane, fez promessa de construir uma Igreja caso sobrevivesse).

Capela de São José do Imbassaí

Situada no outeiro do mesmo nome, área não urbanizada, que serve como mirante. Está voltada para o canal de São Bento, avistando-se do local a Lagoa e a Restinga de Maricá, além das pedras de Inoã e de Macacos. Pequena capela construída em 1675, onde em torno dela, formou - se o primeiro povoado de Maricá. Arquitetura de valor histórico e ambiental de estilo jesuítico, caracteriza - se pela simplicidade. Próximo à capela há um coreto de construção recente.

Capela Nª Sª da Saúde

Situada às margens da RJ - 114, em pequeno outeiro, de onde avista-se todo o Vale da Saúde( Ubatiba), tendo ao fundo a Serra do Lagarto. Margeando a Estrada destaca-se o Rio Roncador. Construída entre os séculos XVII e XVIII, foi erguida nas terras e Fazenda Ubatiba em cumprimento a uma promessa feita pelo morador da região. Construção de linhas neoclássicas, tem à sua direita um coreto em planta sextavada.

Escadaria do Bairro de Boa Vista

Escadaria pintada pelo Grupo de Artistas de Maricá - GAM, com painéis que retratam a história do Município. Inaugurada em maio de 1999.

Igreja Matriz de Nª Sª do Amparo

Construção do final de século XVIII, entre os anos de 1788 a 1802. A matriz, apesar de sofrer modificações, apresenta o estilo tradicional da arquitetura religiosa brasileira do século XIX.

Monumento do Padre José de Anchieta

Situada na Lagoa de Araçatiba, em homenagem aos 400 anos de sua morte, próxima a cruz que demarca o local da realização da Primeira Missa e da Pesca Milagrosa.

Prédio da Câmara Municipal /Antiga Casa da Câmara e Cadeia

Localiza-se na praça principal da cidade, tendo como em torno a Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo e a Biblioteca Municipal. Construção do século XIX - 1836 a 1841, foi projetado para satisfazer as exigências administrativas e judiciais da comunidade. A simetria da construção parece advir dos padrões neoclássicos, assim como seu frontão triangular. As janelas e portas, porém, não apresentam o arco típico deste estilo, ostentando a verga reta em todos os vãos. Uma rosácea em cantaria adorna o fecho da porta de entrada e uma cartela no frontão indica o ano do término da obra.