Cabo Frio, terra habitada pelos tamoios, foi descoberto pelo navegador Américo Vespúcio em 1503, quando aportou numa praia a que chamou de Praia de Cabo Rama, hoje Praia dos Anjos. situada no atual Distrito do Arraial do Cabo. Foi a primeira feitoria estabelecida no Brasil por Américo Vespúcio, tendo como feitor o colono João de Braga. Américo Vespúcio, voltando a Portugal, deixou ali construída uma casa de barro coberta de palha e 24 homens para guarnecer o litoral.

É uma das mais antigas localidades brasileiras, podendo ser considerada como o marco inicial da história do devassamento da província fluminense.

Cabo Frio foi palco de lutas sangrentas entre portugueses e aventureiros de outras nações que ali iam com o fim de contrabandear madeira nessa região. Os invasores franceses chegaram a se instalar nas terras de Cabo Frio, construindo um forte, o São Mateus. A expulsão destes aventureiros coube ao português Constantino Menelau que, em 1615, ajudado por Mem de Sá, Salvador de Sá e o índio Araribóia, após várias guerrilhas, assegurou a vitória para Portugal. Daí se iniciou a imigração portuguesa para aquele local, fixando-se na Cidade de Santa Helena, atual Cabo Frio, fundada logo após a expulsão dos invasores.

Braço escravo ajudou a vida econômica do Município, quando este era chamado o "Celeiro da Baixada Fluminense", isto até a abolição, quando sofreu colapso em sua situação econômica, só voltando a ser redescoberto com o impulso turístico e as indústrias extrativas do sal e da pesca que são a base da economia local.

Capela de Nossa Senhora da Guia

Essa pequena capela alpendrada, foi construída em 1740 pelos padres franciscanos, no outeiro, antigamente chamado de Tairu, hoje Morro do guia. A imagem do altar é Nossa Senhora da Guia, colocada por ocasião da restauração, inaugurada em 24 de outubro de 1982.À frente da capela, encontra-se o Cruzeiro de Pedra de Santo Antônio, que data do século XVI. Da capela, tem-se uma vista parcial da cidade de Cabo Frio. O morro em que está situada a Capela e mais uma área de 100m² de planície, em torno do atrativo, são tombados pela SPHAN. Largo de Santo Antônio - Centro.

Capela de São Benedito

Fundada em 1701, de linhas simples, representa bem as características das construções desse período.

Charitas Casa de Cultura e Museu José de Dome

A Casa de Caridade foi construída pelo Major Belegard em 1837, para abrigar recem-nascidos de mães solteiras anônimas. Durante muitos anos, o prédio foi concluído como a "Casa de Roda". Mais tarde, Quartel, Hospital, Forum, Biblioteca e atualmente Casa de Cultura, Museu e Secretaria Municipal de Cultura. Av. Assunção, 855 - Centro.

Forte de São Mateus

Foi erguido em 1650, por ordem de Estevão Gomes, para defender a costa das embarcações francesas, inglesas e holandesas que vinham em busca de especiarias e pau-brasil. O forte possui 5 cômodos. Seus canhões eram utilizados para defesa e para sinalizar quantos navios cruzavam a região em direção ao Rio de Janeiro.

Forte Itajurú

É um dos Fortes mais importantes e tradicionais do centro da Cidade, já que graças a sua água potável tornou-se possível a colonização de Cabo Frio. A construção começou por ocasião da visita de D. Pedro II em 1847, quando foram utilizados, além de outras raridades, azulejos portugueses do século XIX. Em 1979, a frente foi restaurada e o local ampliado se transformando no Parque Itajurú, com área arborizada e protegida. Rua Prof. Julia Kubitcheck, s/nº - Itajurú.

Igreja de Nossa Senhora dos Anjos

Esse conjunto compreende capela e cemitério da ordem terceira de São Francisco da Penitência / São Francisco das Chagas. O convento levou 10 anos para ser concluído, sendo inaugurado em 1686. Mais tarde surgiram o cemitério, as celas, a igreja, a sacristia , o claustro e os pátios internos. Edificação típica do século XVII, em formato quadrangular, com pequeno claustro. Destaca-se o Cruzeiros de Santo Antônio, em frente ao convento, provavelmente construído na mesma época da igreja.

Monumento ao Anjo Caído

Situado nas águas do Canal do Itajurú, na entrada do Canal do Palmer. Foi erguido no início do século XX para assinalar a abertura do Canal Artificial de Palmer, que veio facilitar o escoamento da produção de sal da Lagoa de Araruama, realizado na época através de barcaças à vela. Monumento esculpido em pedra, sobre uma coluna, com 9 m de altura. Com o passar do tempo, a força das correntezas das águas inclinou a coluna de modo acentuado, motivando o nome do atrativo.

Monumento ao Salineiro

Estátua em bronze, em tamanho natural, inaugurada em 13/11/1981. Erguido em homenagem ao trabalhador das salinas. Trevo para Arraial do Cabo - Massambaba.

Museu do Mar

Inaugurado em setembro de 1987.Acervo com 100 aquários. Sua coleção principal apresenta peixes, moluscos e crustáceos de água doce e salgada, que habitam a região de Cabo Frio, além de espécies de outras regiões do Brasil. No Museu há sessões de vídeo sobre aquacultura e caça submarina na região de Fernando de Noronha e expedições de Jacques Cousteau. Possui loja para comercialização de livros especializados, alimentos naturais para peixes e objetos para ornamentação de aquários.

Museu Histórico Naval

Sua coleção é composta de documentos, fotos submarinas, peças de navios, moedas e utensílios como: tinteiros, vidros de remédios e potes de porcelana resgatados de naufrágios. Há aquários que reproduzem um sítio arqueológico marinho. Destinado à preservação da memória naval da região, destaca os principais naufrágios ocorridos em Cabo Frio como o da Fragata HMS da frota de Guilherme IV da Inglaterra em1830, e de D. Pedro I em 1827, e do navio alemão Wakama em 1940, entre outros.