Antes pertencente ao Norte do Estado de Goiás, aquela região sempre foi diferente das demais localidades goianas. As primeiras manifestações de autonomia surgiram em 1809. A partir da década de 1970, o movimento ganhou força e o projeto de criação do Estado de Tocantins enfim foi determinado pela Constituição de 1988.

O Estado de Tocantins está numa zona de transição entre a Floresta Amazônica e o Cerrado, mesclando fauna e flora desses dois ricos ecossistemas. Cortado de norte a sul por dois longos rios, o Tocantins e o Araguaia, possui uma sucessão de praias fluviais e grande opulência natural, com terras boas tanto para a agricultura, quanto para a pecuária.

- Cidade de Natividade

Palmas, sua capital foi construída com ligeiros traços de modernidade, ao final da década de 1980. Com arquitetura sofisticada, a cidade contrasta com as demais construções do Estado, em sua maioria fundada ainda no período colonial e detentoras de remanescentes características da arquitetura e da cultura do século XVIII.

Entre os meses de junho e setembro, quando as águas dos rios estão mais baixas, o Estado de Tocantins oferece aos visitantes belas praias de água doce e areias brancas. Uma grande variedade de opções de lazer, com camping à beira rio e a prática de esportes como a pesca e a canoagem também têm lugar garantido nos roteiros do Estado.

O Estado possui também 20 sítios arqueológicos que vêm sendo explorados por inúmeros pesquisadores de várias partes do País. Outro grande atrativo presente no ali é o Jalapão, onde o ecoturismo e a prática do rafting e do canyoning já estão bastante difundidos, representando o ponto alto dos passeios locais.

A pecuária extensiva, a agricultura de subsistência e o desenvolvimento de uma agricultura mercantil – cujo principal produto, o abacaxi, abastece outros Estados brasileiros, e representa importante artigo de exportação para os países do Mercosul – garantem o crescimento econômico do Estado do Tocantins.

Devido ao grande número de índios habitando amplas faixas de seu território, o Estado do Tocantins elaborou um inédito projeto de educação indígena. O programa inclui treinamento de professores índios na língua materna e em português, e está sendo desenvolvido em quatro escolas indígenas. Ademais, promove o ensino e o respeito aos costumes e as tradições das seis aldeias existentes no Estado. O Programa de Educação Indígena foi prontamente reconhecido pela Unesco como um modelo a ser seguido pelos países que possuem população indígena.