Para falar do Estado de São Paulo é preciso apelar sempre para os superlativos. E isso não acontece à toa, afinal, ele é o detentor da maior população, do maior parque industrial, da maior produção econômica, do maior registro de imigrantes. E como não poderia deixar de ser, é o Estado brasileiro mais cosmopolita da América do Sul.

- Cidade de Bertioga
- Cidade de Brodowski
- Cidade de Carapicuíba
- Cidade de Guarujá
- Cidade de Santos

Foi construído com a energia e o suor de pessoas vindas de todas as partes do Brasil e do mundo, mantendo enraizada em cada pedacinho desta terra a vocação para o trabalho. São mais de 600 municípios e cerca de 40 milhões de habitantes. Dispõe de abundante infra-estrutura e mão-de-obra qualificada, o que garante ao Estado o título de "A Locomotiva do Brasil".

Partindo para a área do lazer, o Estado de São Paulo e sua capital oferecem diferentes modalidades de turismo: ecoturismo, turismo de negócios e eventos, de aventura, religioso, rural, histórico-cultural, náutico e até mesmo tecnológico. A maior metrópole brasileira é rica em programações históricas, artísticas e culturais, além de possuir grandes áreas verdes em meio aos altos e modernos edifícios. Passeando pelo centro da cidade de São Paulo é possível encontrar os mais absurdos contrastes arquitetônicos. Entre construções seculares e museus de arte moderna, tudo está em pleno equilíbrio e harmonia. Um espetáculo!

Saindo da capital e partindo para o Leste, encontramos um dos mais belos trechos da costa brasileira no Litoral Norte paulista, onde estruturas modernas harmonizam-se com belezas naturais e cenários histórico-culturais, com manifestações artísticas, folclóricas e religiosas. A região reúne 180 praias, 317 cachoeiras, 110 trilhas e 138 mil hectares de Mata Atlântica, propícios para a prática do surfe, mergulho, vela, pesca e outros esportes de aventura e lazer. Destacam-se nesse roteiro os municípios de Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba. E no interior, podemos citar Brotas e São Luiz do Paraitinga como berços do rafting no Brasil.

Mas quando falamos em cidades como Bertioga, Guarujá, Praia Grande, Santos e São Vicente, o destaque fica por conta do Circuito dos Fortes, que reúne reservas de Mata Atlântica, vistas privilegiadas e patrimônios culturais e históricos que remontam a várias fases dos 500 anos de história do Brasil, desde o início da colonização até meados do século XX. Os fortes podem ser visitados por via terrestre ou náutica e cada um deles guarda um retrato resumido dos aspectos construtivos, tecnológicos, estratégicos, históricos, culturais e geográficos do Brasil.

Coração do maior remanescente contínuo da Mata Atlântica brasileira, o Vale do Ribeira é um Patrimônio Natural da Humanidade tombado como Reserva da Biosfera pela UNESCO. Um dos maiores atrativos é a diversidade biológica e de ecossistemas, onde vivem aproximadamente 400 espécies de aves, anfíbios, répteis e mamíferos. O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR) é o paraíso dos ecoturistas, por suas enorme diversidade em formações geológicas, entre grutas e cavernas, rios e cachoeiras que propiciam a prática de diferentes esportes radicais. Existem atualmente 454 cavernas cadastradas pela Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE) no Estado de São Paulo. Todas localizadas no Vale do Ribeira - as 280 localizadas no PETAR representam a maior concentração de cavernas no Brasil.