Casa de Cândido Portinari

A partir de uma pequena construção dos avós do artista, outras foram sendo acrescidas à residência, sem um plano claro ou organizado. Nos períodos de férias, o artista, seus alunos e amigos iam para lá e deixavam em suas paredes murais, afrescos, pinturas e estudos, quase todos baseados em motivos religiosos, especialmente os de uma pequena capela. As demais pinturas representam ensaios para obras que Portinari efetivamente executou e são elementos de fundamental importância para a análise tanto dos painéis da Organização das Nações Unidas, como os do Ministério da Educação e Cultura (atual Palácio Gustavo Capanema) ou os da Matriz de Batatais. Em 1968/69 o conjunto foi tombado e posteriormente desapropriado pelo governo estadual, quando então as pinturas receberam os primeiros cuidados da equipe de restauradores do Professor Edson Motta.