Fazenda do Rio São João

A origem da fazenda remonta aos fins do século XVIII ou início do século XIX e relaciona-se ao nome do Capitão João Alves Teixeira, que teria requerido a carta de sesmaria das terras onde residia por volta do ano de 1797. A Fazenda Rio de São João, em princípio formada por grupamentos de construção, transformou-se em quadra que rodeia um pátio central, com mirante na frente e nos fundos, sistema usual nas construções rurais da época. A sede é assobradada e apresenta-se hoje como uma construção isolada em um único bloco ocupando 1824 metros quadrados de área construída. A evolução cronológica da construção dos blocos os interligou em perfeita harmonia de telhados avarandados. Os volumes assobradados percorridos pelas varandas avançam para a frente, à esquerda com a capela e à direita com a residência sede.