Casa da Princesa

Também conhecida como Casa Setecentista ou Casa de Rótulas, é um edifício de arquitetura civil, uma morada senhorial, situada no centro histórico da cidade de Pilar de Goiás. Construção da metade do século XVIII, no apogeu da mineração do ouro em Pilar, presumivelmente entre 1741 e 1760. Tem paredes em taipa de pilão e adobes, telhado de telha de barro canal e fundação em pedras argamassadas com barro. Mantém, através dos anos, suas principais características como as rótulas bem talhadas nas janelas de sua fachada principal. Possui em seu interior dois forros policromados em forma de maceira.

Conjunto arquitetônico e paisagístico

Pequena cidade entre serras paralelas numa área de orografia mais ou menos acidentada. A região aurífera se desenvolve a partir de 1741 e tem seu apogeu na década seguinte. Recebeu o arraial, inicialmente, o nome de Papuan pela abundância de cupim no local, nome este logo substituido pela invocação da titular da paróquia: N. Sra. do Pilar. Chegou a ter três templos religiosos, hoje reduzidos a dois. Conta ainda com a malha urbana original com mais de 20 moradas de época, dentre aproximadamente 300 edifícios de arquitetura civil.