Formando uma estreita e comprida faixa entre o mar e a montanha, o Estado do Espírito Santo possui um grande potencial turístico, oferecendo aos visitantes praias para todos os gostos; construções antigas; e marcos históricos de sua colonização. A origem do povo capixaba – como é chamado quem nasce ali – vem da mistura de índios, negros, italianos, alemães, entre outros.

- Cidade de Anchieta
- Cidade de Guarapari
- Cidade de Vila Velha
- Cidade de Vitória

A capital, Vitória, destaca-se por abrigar um dos mais importantes portos brasileiros – o de Tubarão –, e por oferecer excelentes locais para a prática da pesca esportiva. Ademais, é a segunda cidade mais antiga do Estado. A primeira é Vila Velha, que foi fundada em 1534; mas a hostilidade dos índios goitacases que habitavam aquela região, obrigou os colonizadores a se mudarem dali para a ilha em frente. Na disputa pela posse da terra, os portugueses triunfaram e deram àquele novo povoado o nome de Vitória. Atualmente, as duas cidades prosperam harmoniosamente, separadas apenas por uma ponte de 4,8km.

O Estado do Espírito Santo é detentor de uma indústria bastante diversificada, destacando-se entre os demais como o que mais se desenvolveu economicamente nas últimas décadas. Entre as grandes empresas capixabas, algumas têm significativa atuação no cenário nacional, como: Vale do Rio Doce, Companhia Siderúrgica de Tubarão, Aracruz Celulose, Samarco Mineração, Chocolates Garoto, Xerox do Brasil e Braspérola. Além disso, o Estado é um dos grandes responsáveis pela interligação do País ao mercado internacional. Seu complexo portuário está entre os mais eficientes da América Latina.