Convento e Igreja de Santo Antônio e Capela da Ordem

Em 1629, Gaspar Pinto dos Reis doa ao Convento de São Francisco, de Salvador, terras no local denominado Sítio. Um ano mais tarde é iniciada a construção de uma pequena residência. A capela e o hospício ficam prontos dez anos depois e as obras do convento concluídas em 1649. No primeiro quartel do século XVIII, a primitiva capela é substituída pela atual igreja. Conjunto conventual constituído por Igreja, Convento e Ordem Terceira, desenvolvido em dois pisos em torno de um claustro de colunas toscanas. As instalações da Ordem Terceira delimitam um segundo pátio aberto. A igreja é precedida de galilé formada por cinco arcos que se estendem sob as torres, que têm terminação piramidal revestidas de azulejos. Seu interior possui forros em abóbada abatida com pintura ilusionista na nave e na Ordem Terceira, atribuídas a José J. da Rocha. A sacristia é integralmente azulejada e a capela possui azulejos com enquadramento concheados e centro figurados nos moldes dos Antunes.

Engenho São Miguel e Almas: casa e capela

O engenho integrava o morgado instituído por José Pires de Carvalho, tendo suas terras demarcadas pelo Conselho Ultramarino em 1797. Em 1820, documentos registram a propriedade do Engenho de São Miguel com galeria de casa de moradia, fábrica e capela de pedra e cal. A propriedade continua em poder dos descendentes de seus primeiros proprietários. Pouco pode-se identificar no monumento devido ao seu avançado estado de arruinamento. Restam apenas a caixa de muros do sobrado e uma das sineiras da capela. Através de estudos analógicos, pode-se entender que a casa possuía planta retangular com circulação central e um apêndice do lado esquerdo com instalações de serviço. Sua fachada principal com predominância de cheios sobre vazios é uma composição típica do séc. XVIII. Já nas fachadas laterais predominam os vazios e os vãos apresentam cercaduras do tipo D. Maria I, que se difundiram na Bahia no século XIX. A capela que compunha este conjunto tinha uma só nave, ladeada de arcarias. Sua fachada possuia uma porta e duas janelas de coro e era culminada por frontão de estilo barroco ladeada por duas espadañas imitando torres.