Localizado no coração da maior floresta do mundo, o Estado do Amazonas é o maior de todo o Brasil. Detentor de uma das mais extensas biodiversidades do planeta, o Estado está sempre chamando a atenção de Organizações Não Governamentais (ONGs) e ambientalistas, que buscam o desenvolvimento econômico e regional sem prejudicar esse singular ecossistema.

- Cidade de Manaus

Às margens do rio Negro, a capital Manaus, constitui um importante pólo de turismo ecológico. Um de seus atrativos mais procurados é a praia de Ponta Negra, a 13km do centro da cidade. Ali, as areias avançam sobre o leito do rio Negro, formando um belo contraste com as águas escuras durante a vazante. Outro local é o extenso bosque do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), um complexo composto por um diversificado Jardim Botânico, rico em espécies da flora da região amazônica; e um Jardim Zoológico com animais nativos, contando até mesmo com alguns exemplares de espécies em extinção.

Tomado pela Floresta Amazônica, o Estado do Amazonas é completamente recortado pela bacia hidrográfica do Rio Amazonas e seu relevo é composto por igapós, várzeas, e baixos platôs ou terra firme. Além disso, na Amazônia existem árvores que podem atingir até 20 metros de altura. No entanto, também são comuns aquelas espécies que variam de dois a três metros, com ramificação tão baixas e densas que dificultam a penetração na floresta.

Entre as várias áreas protegidas do Estado estão o Parque Nacional do Pico da Neblina e o Parque Ecológico de Janauary – coberto por matas de terra firme, de igapós e de várzea, e onde o passeio de canoa para apreciar as vitórias-régias é o ponto alto da visita. Ali encontramos também o Parque Nacional de Jaú, maior reserva florestal do continente; e a cidade de Barcelos – base para visitação do Parque.

O turismo ecológico é o grande atrativo dos roteiros de viagens pela Amazônia. Entre os roteiros mais procurados estão a Reserva de Mamirauá; e Humaitá, onde a grande atração é a pesca esportiva no Rio Roosevelt. A programação conta com viagens de barco, pernoites em hotéis de selva e passeios pela floresta. A maioria dos passeios é feito com o acompanhamento de um guia especializado.

O Estado do Amazonas foi pioneiro a instalar hotéis de selva, os chamados lodges, construídos à margem dos rios ou flutuando sobre águas de um lago, em meio a floresta. O Estado é, ainda, palco de um dos maiores festivais folclóricos do País: o de Parintins, que reúne muita música, dança e todas as raízes da cultura amazonense.

A base da economia desse Estado concentra-se nas atividades extrativistas - mineração, indústria primária e pesca - e no pólo industrial de alta tecnologia. Os principais produtos agrícolas cultivados no ali são a laranja, a mandioca, o arroz e a banana. Entre os minerais destacam-se o calcário, a gipsita e o estanho. Destacam-se, no seu parque industrial, a produção de materiais elétricos e de comunicação; a indústria metalúrgica e de extração mineral; a fabricação de relógios; e a indústria alimentícia e de bebidas.