Projeto imobiliário com o nome “Jardim Vista Alegre” que, em 1954, criou arruamento e loteamento em grande terreno entre a Estrada da Água Grande, a Avenida Brás de Pina e a faixa da Light, na região de Irajá, onde foram construídas 400 casas. Em sua periferia existiam chácaras com hortas, verduras, fazendolas e um grande pântano, repleto de rãs, onde foi construído o chamado “Bairrinho”.

Vista Alegre, um dos menores bairros da cidade, é predominantemente residencial e abriga a “Lona João Bosco”, o Grêmio Vista Alegre, a Praça Jardim Vista Alegre e o Parque José Orlando Bernardes. O comércio situa-se nos bairros vizinhos de Irajá e Vila da Penha, concentrado na Praça Rubey Wanderlei (Largo do Bicão). Na época em que foi implantado, o bairro era chamado de “Novo Brás de Pina”.