No antigo caminho da Freguesia (atual avenida Geremário Dantas), no encontro das estradas do Tindiba e do Pau Ferro, surgiu, no início do século XX, uma localidade cujo nome popular era “Pechincha”. A denominação se referia a um mercado no qual se vendiam os produtos dos sitiantes da região, por um negociante “Pechincheiro”, que, por seus baixos preços, concorria com o comércio da Freguesia e Taquara. Em 1885, seus moradores passaram a ser sepultados em um cemitério novo, sob a invocação do Bom Jesus dos Perdões, com acesso pelo Caminho de Cima (atual rua Benevente), o atual Cemitério de Jacarepaguá.

Por iniciativa de Leopoldo Fróes, foi fundada, em 19 de agosto de 1918, a “Casa dos Artistas”. Logo após foi doado um grande terreno na rua Campos das Flores (atual rua Retiro dos Artistas), onde, em 1919, foi instalado o Retiro dos Artistas. Notabilizando-se pela defesa dos interesses da classe artística, a Casa recebeu, em 1931, no governo Getúlio Vargas, sua Carta Sindical, tornando-se o representante oficial dos artistas. Nela fica o Teatro Iracema de Alencar e são realizadas festas e eventos em prol da classe artística, além de servir de residência para os mais idosos. Nesses anos de atuação, a Casa escreveu uma expressiva história artística, social e assistencial, sendo considerada uma instituição de caráter único do Brasil.

Destacam-se no bairro o Educandário São José das Servas de Maria, localizado na estrada do Capenha, o Colégio Nossa Senhora Rainha dos Corações, na avenida Geremário Dantas, o Colégio Cruzeiro e a Sociedade Beneficiente Retiro Humboldt, na rua Edgar Werneck.

O Pechincha possui expressiva área verde na rua Retiro dos Artistas e na antiga Sede Campestre José Duarte Dias, onde está sendo construído grande condomínio residencial que inclui um parque e um clube: o empreendimento “Mirante Campestre”.

O bairro é predominantemente residencial, com comércio concentrado no Largo do Pechincha. Além das vilas e condomínios fechados ao longo das ruas Retiro dos Artistas e Professor Henrique Costa, o bairro abriga as comunidades Paço do Lumiar, Vila Nossa Senhora da Paz e Santa Isabel. Sua elevação principal é o morro do Barro Vermelho (176 metros), no limite com o bairro do Tanque.