Originalmente, a região era denominada Areal e seus principais acessos eram a estrada da Pavuna, depois Av. Automóvel Clube e, estrada do Areal, atual Avenida dos Italianos. A família Amaral era a principal proprietária das terras. Com a implantação da E. F. Rio D’Ouro foi construída a estação do Areal, depois Coelho Neto, uma homenagem ao famoso escritor e jornalista.

Na década de 1960, a ferrovia foi extinta e seu leito abrigou a Linha 2 da Companhia do Metropolitano do Rio de Janeiro-Metrô, entre os bairros de Del Castilho e Pavuna. Nela, em 1998, foi inaugurada a estação Coelho Neto. O bairro de Coelho Neto é atravessado pela avenida Brasil, cujo trecho era denominado avenida das Bandeiras, aberta pelo prefeito Henrique Dodsworth, na década de 1940.

Na principal praça do bairro, Professora Virginia Cidade, concentra-se o comércio local. Coelho Neto engloba o Distrito Industrial de Fazenda Botafogo, instalado na década de 1980 entre a avenida Brasil e o rio Acari.