Brás de Pina era, no século XVIII, o proprietário da região que originou o bairro. Era, também, contratante da pesca da baleia e mantinha um engenho de açúcar e aguardente. As terras da sua fazenda alcançavam a orla da Baía de Guanabara, através da estrada do Porto de Irajá, atual avenida Antenor Navarro.

Brás de Pina construiu o Cais dos Mineiros para escoamento de açúcar e de óleo de baleia, usado na iluminação pública. Em 5 de setembro de 1910, foi inaugurada a estação de Brás de Pina, da estrada de Ferro Leopoldina, que deu impulso ao bairro.

A Companhia Construtora Kosmos adquiriu as terras do antigo engenho e criou o loteamento “Vila Guanabara”, conjunto de glebas, com ruas arborizadas e casas em estilo neo-colonial. Em 1929, a Kosmos construiu a igreja de Santa Cecília.