Toda a região que pertencia a freguesia de Irajá era ocupada por grandes fazendas, como a Botafogo e a do Engenho Boa Esperança (do século XVIII).

A família Costa Barros era proprietária desses latifúndios. O pai passou toda a área para seu herdeiro, Barros Filho. Com a construção da linha auxiliar, entre os anos de 1892 e 1898, nela foi instalada a estação Barros Filho, que deu nome ao Bairro. É atravessado pela avenida Brasil, abrange o Distrito Industrial da Fazenda Botafogo e diversas comunidades.