O nome do bairro da Abolição provavelmente tem sua origem no antigo nome da rua da Abolição, 13 de maio, dia da abolição dos escravos no Brasil. Inicialmente eram as populações ligadas às lavouras e ao comércio desses produtos, sendo o bairro cortado pela antiga Estrada Real de Santa Cruz, que depois passou a ter o nome de Av. Suburbana e atualmente Av. Dom Helder Câmara.

Depois no século XIX vieram algumas fábricas (no vizinho bairro do Engenho de Dentro) e as estradas de ferro, que serviam às localidades mais ao norte, mas que levaram à ocupação lindeira aos trilhos, o que posteriormente se espraiou e alcançou a área atualmente delimitada como o bairro da Abolição.

Os primeiros registros de loteamentos de grandes terrenos junto à rua da Abolição são de 1917 e, em 1930, essa via é aberta como uma Av. Projetada. A partir de 1930, o Estado passa a apoiar a atividade manufatureira, sendo as áreas servidas pelas ferrovias, o entorno próximo, escolhidas para a instalação de muitas delas.

De lá para cá o bairro adensou, consolidando-se como um bairro residencial. Parte dele foi atravessado pela via expressa “Linha Amarela”, inaugurada em 1997.