Louis Rochet foi um escultor francês, especialista em monumentos eqüestres e que realizou diversas obras no Brasil. Foi professor de Auguste Rodin. Era apaixonado por culturas exóticas e dominava o chinês ao ponto de ter escrito uma gramática dessa língua.

Ao chegar ao Brasil, interessou-se por tipos físicos, e modelou o busto do escravo que o servia, provavelmente a única escultura em bronze de um negro brasileiro feita naquela época. É o autor do o Monumento a D. Pedro I que se encontra na Praça Tiradentes, no Rio de Janeiro.

Inaugurado em 1862, o monumento nasceu de um concurso entre artistas nacionais e estrangeiros, em 1885, e o vencedor foi o brasileiro João Maximiniano Mafra. Porém, o projeto foi executado em Paris por Rochet, que também participara do concurso e chegara em terceiro lugar.