Pintor e escultor brasileiro de origem lituana. Exerce influência decisiva sobre o movimento modernista brasileiro. Lasar Segall (7/7/1891 - 2/8/1957) nasce em Vilnius. Muda-se com a família para a Alemanha em 1906. Estuda na Academia Imperial de Belas-Artes de Berlim durante três anos e rompe com ela em 1909.

A partir daí vincula-se à arte de vanguarda. Identifica-se com o movimento expressionista por volta de 1910. Em 1913 traz para São Paulo a primeira mostra de arte moderna do país. De volta à Europa, participa da criação do grupo de artistas seccionistas de Dresden, na Alemanha, o Dresdner Sezessiongruppe. Muda-se em 1923 para o Brasil, onde já estão alguns de seus irmãos, pressionado pelas instabilidades do pós-guerra na Europa.

O ambiente artístico renovado pela Semana de Arte Moderna de 1922 e as cores e a luminosidade tropicais inspiram sua pintura, cuja temática envolve a guerra, a questão judaica, os trabalhadores, as prostitutas e a vida dos emigrantes. Em 1932 participa ativamente da fundação da Sociedade Paulista Pró-Arte Moderna, que difunde o trabalho modernista por exposições e eventos. Seus quadros mais conhecidos são Bananal (1927), Navio de Imigrantes (1941) e Guerra (1942). A maior parte de suas pinturas e esculturas está reunida no Museu Lasar Segall, criado por sua família em 1967, em São Paulo, cidade onde morre.