José Fernandes Pinto Alpoim (Viana do Castelo, Portugal, 14 de julho de 1700 — Brasil, 1765) foi um militar português e um dos principais nomes da arquitetura do século XVIII no Brasil colonial, particularmente no Rio de Janeiro.

A vida escolar de José Fernandes Pinto Alpoim começou com os estudos militares na Academia de Viana do Minho, que ocorreram sob a orientação de seu padrinho e avô Manoel Pinto Villa Lobos. posteriormente aprofundou seus estudos na Academia Militar em Lisboa. Nos Arquivos Nacionais da Torre do Tombo encontra-se a carta patente de Alpoim como Sargento-Mor de Artilharia, datada de 19 de agosto de 1738.

Esse documento possibilitou comprovar algumas das missões de José Fernandes Pinto Alpoim como militar e engenheiro de Portugal. Alpoim trabalhou sob a orientação do Engenheiro-Mor do Reino e Professor da Academia Militar de Lisboa, Manuel de Azevedo Fortes. Chegou ao Rio de Janeiro em 1738, passando a trabalhar em estreita colaboração com o Governador Gomes Freire de Andrade.

Como engenheiro militar trabalhou no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul.Entre suas obras no Rio de Janeiro contam-se a reforma do Aqueduto da Carioca e a edificação do Convento de Santa Teresa, do convento da Ajuda, da Casa dos Governadores (Paço Imperial), a Igreja de Nossa Senhora da Conceição e Boa Morte, das casas de Teles de Meneses no Largo do Carmo (incluindo o Arco do Teles, atual Praça XV de Novembro), do claustro do Mosteiro de São Bento e de várias fortificações, entre muitas outras obras.