Celita Vaccani (1913-2000) foi discípula de Rodolpho Bernardelli. Rodolpho Bernadelli pediu ao seu renomado discípulo Otávio Corrêa Lima, então Diretor e professor de escultura da Escola Nacional de Belas Artes, que continuasse a orientar a jovem escultora.

Pois, aos 23 anos Celita ingressa como aluna na Escola Nacional de Belas Artes da Universidade do Brasil (atual Escola de Belas Artes), onde se forma em 1936. Celita terminou o curso tendo conquistado várias premiações como medalha de bronze, a pequena e a grande medalha de ouro. De 1964 a 1967, Celita trabalha diretamente em escultura com novas técnicas e materiais, criando diretamente no ferro, obras em escultura espacial pelas técnicas oxiacetilênicas e de solda elétrica.