August Zamoyski (Jablon, Polônia 1893 - St. Clair de Rivière, França 1970). Escultor e professor. No fim da década de 1910, estuda na França, Suíça e Alemanha, onde também trabalha como assistente do pintor Lovis Corinth (1858-1925) e do escultor Joseph Wackerle (1880-1959), em Munique. Em 1919, integra o grupo dos Formistas, na Polônia.

Transfere-se para Nova York em 1920 e, em 1923, para Paris, onde é premiado na categoria Escultura durante a Exposição Internacional de Paris em 1937. Em 1933, é nomeado Comissário Geral de Arte Polonesa no Salão de Outono, em Paris, e em 1936 participa da Bienal de Veneza.

Em 1938, recebe prêmio de escultura de Varsóvia. Durante a Segunda Guerra Mundial, vem ao Brasil onde permanece até 1955, quando retorna à França. Na década de 1950, oferece cursos de escultura no Rio de Janeiro e no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp), tendo entre seus alunos Franz Weissmann (1911-2005), Bellá Paes Leme (1910), Vera Mindlin (1920-1985) e José Pedrosa (1915-2002).

Em 1951, participa da 1ª Bienal Internacional de São Paulo e realiza individual no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP) em 1954. Em 1993, seu trabalho é apresentado na retrospectiva póstuma August Zamoyski 1893-1970, no Museu Nacional de Varsóvia. Além disso, é mostrado em diversas exposições coletivas no país, como Um Século de Escultura no Brasil, no Masp, em 1982, e Pampulha, Obra Colecionada: 1943-2003, no Museu de Arte da Pampulha (MAP), em Belo Horizonte, em 2004.