Antonio Caringi foi um escultor brasileiro. Desde pequeno o menino Antônio tinha facilidade e gosto por esculturas. Tanto que costumava esculpir pequenas coisas inclusive nas minúsculas barras de giz do colégio. Como na pré-adolescência ainda persistisse o gosto pela arte, o pai, que queria a todo custo direcioná-lo para alguma profissão "séria", proibiu-o terminantemente de realizar trabalhos artísticos. A saída encontrada pelo jovem Antônio foi fazer esculturas em argila escondido no porão.

Iniciou a sua carreira internacional em 1928 onde aprimorou sua técnica como escultor, principalmente na Academia de Belas Artes de Munique, Alemanha. De volta ao Brasil em 1934, concorreu e venceu o concurso para a estátua eqüestre do general Bento Gonçalves. Retornou para a Europa, em 1936, para aperfeiçoar sua técnica, viajando por diversos países. Voltou definitivamente no Brasil em 1940 por ocasião da Segunda Guerra Mundial.