Ângelo Augusto Venosa (São Paulo SP 1954). Escultor. Freqüenta a Escola Brasil:, em São Paulo, em 1972. Posteriormente, transfere-se para o Rio de Janeiro, onde estuda na Escola Superior de Desenho Industrial - ESDI, e concluí o curso em 1977.

No início da década de 1980, realiza cursos no ateliê livre da Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV-Parque Lage, onde estuda pintura com Luiz Aquila (1943). Juntamente com Daniel Senise (1955), Luiz Pizarro (1958) e João Magalhães (1945), integra o Ateliê da Lapa, no período entre 1984 e 1990. Nessa época passa a realizar suas primeiras obras tridimensionais.

As esculturas do início dos anos 1980 associam indistintamente materiais naturais e produtos industrializados. A partir do início dos anos 1990, o artista utiliza materiais como mármore, cera, chumbo e dentes de animais, realizando obras que lembram estruturas anatômicas, como vértebras e ossos. Suas esculturas e objetos carregam indícios que remetem a eras ancestrais, surpreendendo pela estranheza e pelo caráter inquietante.