Amedeo Zani transferiu-se para o Brasil em 1887, fixando-se na cidade de São Paulo. Discípulo de Rodolfo Bernardelli, no Rio de Janeiro, trabalhou posteriormente no escritório do arquiteto Tommaso Gaudenzio Bezzi, na construção do edifício que a partir de 1895 abrigaria o Museu do Ipiranga.

Em seguida parte para a Europa, onde freqüenta a Académie Colarossi, em Paris - escola de arte fundada pelo escultor italiano Filippo Colarossi, como alternativa à conservadora École des beaux-arts. Durante algum tempo, atuou como professor em São Paulo, onde deixou inúmeros monumentos e esculturas públicas.