Alfred Jacquemart, nascido em Paris em 1824 e falecido em Paris em 1860. Filho de um empreiteiro se serralheria, Jacquemart será industriário antes de se tornar aluno do escultor ornamentista Jules Klagmann. Admitido na École des beaux-arts em 1845, ele exporá no Salão a partir de 1847.

Jacquemart integra o grupo dos principais escultores animalistas do século XIX. Dentre suas obras, são citados as esfinges e os dragões dos chafarizes de Châtelet e Saint-Michel, os leões sedestres do Hôtel de Ville, as águias das colunas rostrais da Ópera, o Rinoceronte do Trocaderó, hoje Museu d’Orsay.

Para Val d’Osne. Jacquemart fornecerá modelos de três pares de cães, sentados ou deitados, dois modelos de cães sentados, dois modelos de águia, dois casais de leões sentados e erguidos, um grupo composto de um javali e um lobo e um adestrador de cães. A maior parte das pranchas do catálogo de Val d’Osne a Jacquemart são de 1864.